U1

U1 BOOK TRAILER

LEIA AQUI MESMO NO BLOG, E AGORA, AS PRIMEIRAS PÁGINAS DO LIVRO (U1) UNIVERSO 1:

BLOG DE RECIFE — PERNAMBUCO — BRASIL

BLOG DE RECIFE — PERNAMBUCO — BRASIL

Postagem em destaque

A HISTÓRIA DAS MÁQUINAS DE MOVIMENTO PERPÉTUO (LINKS INTERESSANTÍSSIMOS)

VARIAÇÃO DA RODA DESEQUILIBRADA GIF ENCONTRADO NO SITE: http://www.e-farsas.com/video-mostra-maquinas-que-nao-gastam-energia-mot...

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

As tecnologias do futuro (por Pedro Burgos)

Matéria coletada por mim, no link: http://super.abril.com.br/tecnologia/tecnologias-futuro-447800.shtml

Pesquisamos muito para compilar o que estudos prevêem para nossa vida digital nos próximos anos. Algumas previsões são fáceis de ser verificadas já em 2 ou 3 anos. Outras, são futurologias lá para 2030. Talvez a gente faça um retrospecto nesta época para ver o que acertamos. Mas certamente não será em papel.

2008

Blu-ray alcança vendas de 5 milhões até o fim do ano. *In-Stat

Apple desenvolve celular movido a energia solar.

Blu-ray alcança vendas de 5 milhões até o fimdo ano. *In-Stat

TV a laser, com mais definição que as telas comuns, é lançada pela Mitsubishi.

Nintendo Wii ganha o primeiro game com controle mental.

2009

Carros ganham acesso à internet (nos modelos da montadora americana Chrysler).

2011

As impressoras 3D, que permitem fazer pequenos objetos em casa, se popularizam. *Gartner

2012

A tecnologia WiMAX, que permite acessar a internet sem fio em qualquer lugar, conquista mais de 200 milhões de usuários. *ABI Research

Softwares alugados (on-demand) são adotados por um terço das empresas. *Gartner

Softwares de código aberto estão, de alguma forma, em 80% dos programas comerciais. *Gartner

Cheio de programas e com acesso à internet, celular assume as funções do notebook. *Gartner

2013

Blu-ray pára de ser fabricado; todo mundo prefere baixar os filmes pela internet. *Samsung

2013

O vídeo invade lugares inusitados. Dá pra assistir discurso do chefe no porta-retratos ou ver comerciais na bomba de gasolina. Isso impulsiona o marketing e a publicidade. *Forrester

2015

Chegamos à marca de 2 bilhões de computadores no mundo. *Forrester

2018

Brasil, Índia, Rússia e China viram pólos de inovação tecnológica. *Chartered Management Institute

Ataques terroristas passam a ser online. Isso faz empresas policiar tudo que circula ou pode afetar seus sistemas. Até robôs-vigias e chips em funcionários são aparatos de segurança. *Chartered Management Institute

2020

Chega ao mercado a televisão 3D. E com cheiros. *Japan National Project

HP lança um anel que lembrará todos os gostos e informações do usuário.

2025

Amadurecimento e estagnação da indústria de computadores impulsionam a nanotecnologia. *Merrill Lynch

Surgem os primeiros “agentes inteligentes”, softwares que administram a sua vida. Eles sabem quando você vai viajar, por exemplo, e fazem tudo sozinhos: compram as passagens, reservam hotel e até alugam um carro. *Ofcom

2030

Com cada vez mais gadgets nas mãos das pessoas, demanda por energia é 82% maior que em 1990. *Global Insight

Surgem os primeiros computadores mais inteligentes do que o ser humano.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

O PRIMEIRO CASO DE SHERLOCK HOLMES.


Sherlock Holmes em ilustração de 1904 por Sidney Paget.

(((WIKIPÉDIA))) Sherlock Holmes é um personagem de ficção da literatura britânica criado pelo médico e escritor SIR ARTHUR CONAN DOYLE. Holmes é um investigador do final do século XIX e início do século XX que aparece pela primeira vez no romance A STUDY IN SCARLET (Um estudo em Vermelho) editado e publicado originalmente pela revista Beeton's Christmas Annual, em Novembro de 1887. Sherlock Holmes ficou famoso por utilizar, na resolução dos seus mistérios, o método científico e a lógica dedutiva.

Um Estudo em Vermelho (1887) primeiro livro protagonizado por Holmes

Sinopse - Um Estudo Em Vermelho - Sherlock Holmes - Arthur Conan Doyle

O cadáver de um homem, nenhuma razão para o crime. É a primeira investigação de Sherlock Holmes, que fareja o assassino como um “cão de caça”. Lamentava-se de que “não há mais crimes nem criminosos nos nossos dias”, quando, nesse instante, recebe uma carta a pedir a sua ajuda — o cadáver de um homem foi encontrado numa casa desabitada, mas não há qualquer indício de roubo ou da natureza da morte. Sherlock Holmes não resiste ao apelo, mas sabe que o mérito irá sempre para a Polícia.



Um Estudo em Vermelho (1887), de Arthur Conan Doyle (1859- 1930), é a estreia de Holmes. A história foi editada pela primeira vez na revista Beeton’s Christmas Annual e logo fascinou inúmeros leitores, para quem o endereço do detective — 221B Baker Street, Londres — se tornou uma das ruas mais famosas da literatura. As deduções do investigador são narradas pelo seu amigo, o Doutor John Watson, uma espécie de Sancho Pança de Holmes.

Um Estudo Em Vermelho - Sherlock Holmes - Arthur Conan Doyle

SINOPSE COLETADA DO SITE SKOOB

LINK DA WIKIPÉDIA COM ESTE TEMA: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sherlock_Holmes




Cavalera Conspiracy - Sanctuary - Live in Norway


domingo, 25 de setembro de 2011

A SEGUNDA TEMPORADA DA EXTRAORDINÁRIA SAGA DE TERROR "THE WALKING DEAD" ESTÁ CHEGANDO!

VÍDEO 1: TRAILER OFICIAL
VÍDEO DO YOUTUBE, NO LINK: http://www.youtube.com/watch?v=grWV8WZtAQc

VÍDEO 2: The Walking Dead Season 2 'The First Zombie' Featurette:

VÍDEO 3 (PROMO):

HIGROELETRICIDADE: CIENTISTA BRASILEIRO DESCOBRE COMO COLETAR ENERGIA DO AR.

Eletricidade do ar
Cientista brasileiro descobre como coletar energia do ar
Fernando Galembeck, da Unicamp apresentou suas descobertas históricas hoje (25) durante a reunião da American Chemical Society(ACS), em Boston, nos Estados Unidos. [Imagem: Unicamp]

Alimentar casas e fábricas com eletricidade coletada diretamente do ar pode ser possível: cientistas brasileiros resolveram um enigma científico que durava séculos sobre como a umidade na atmosfera torna-se eletricamente carregada, abrindo caminho para seu aproveitamento.

Imagine dispositivos capazes de capturar a eletricidade do ar e usá-la para abastecer residências ou recarregar veículos elétricos, por exemplo.

Da mesma forma que painéis solares transformam a luz do Sol em energia, esses painéis futurísticos poderão coletar a eletricidade do ar - a mesma eletricidade que forma os relâmpagos - e direcioná-la de forma controlada para alimentar qualquer equipamento elétrico, nas casas e nas indústrias.

Se isso parece revolucionário demais, mais entusiasmante ainda é saber que a descoberta que poderá tornar esses sonhos uma realidade foi feita por um cientista brasileiro.

O professor Fernando Galembeck, da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) apresentou suas descobertas históricas hoje (25) durante a reunião da American Chemical Society (ACS), em Boston, nos Estados Unidos.

"Nossa pesquisa pode abrir o caminho para transformar a eletricidade da atmosfera em uma fonte de energia alternativa para o futuro," disse Galembeck. "Assim como a energia solar está liberando algumas residências de pagar contas de energia elétrica, esta nova e promissora fonte de energia poderá ter um efeito semelhante."

Eletricidade atmosférica

A descoberta do professor Galembeck parece resolver um enigma científico que já dura séculos: como a eletricidade é produzida e descarregada na atmosfera.

No início da Revolução Industrial, os cientistas perceberam que o vapor que saía das caldeiras gerava faíscas de eletricidade estática - trabalhadores que se aproximavam dos vapores eram frequentemente atingidos pelos choques elétricos.

Mas essa eletricidade se forma também em locais mais amenos, quando o vapor de água se junta a partículas microscópicas no ar, o mesmo processo que leva à formação das nuvens - é aí que começam a nascer os relâmpagos.

Nikola Tesla ficou famoso pelas suas tentativas de capturar e utilizar essa eletricidade do ar, tentativas infelizmente nem sempre bem-sucedidas.

Mas, até agora, os cientistas não tinham um conhecimento suficiente sobre os processos envolvidos na formação e na liberação de eletricidade a partir da água dispersa pela atmosfera.

"Se nós soubermos como a eletricidade se acumula e se espalha na atmosfera, nós também poderemos evitar as mortes e os danos provocados pelos raios," estima Galembeck.

Higroeletricidade

Os cientistas sempre consideraram que as gotas de água na atmosfera são eletricamente neutras, e permanecem assim mesmo depois de entrar em contato com as cargas elétricas nas partículas de poeira e em gotículas de outros líquidos.

Mas o professor Fernando Galembeck e sua equipe descobriram que a água na atmosfera adquire sim uma carga elétrica.

O grupo brasileiro confirmou essa ideia por meio de experimentos de laboratório que simulam o contato da água com as partículas de poeira no ar.

Eles usaram minúsculas partículas de sílica e fosfato de alumínio - ambas substâncias comumente dispersas no ar - para demonstrar que a sílica se torna mais negativamente carregada na presença de alta umidade, enquanto o fosfato de alumínio se torna mais positivamente carregado.

"Esta é uma evidência clara de que a água na atmosfera pode acumular cargas elétricas e transferi-las para outros materiais que entrem em contato com ela," explicou Galembeck. "Nós a chamamos de higroeletricidade, ou seja, a eletricidade da umidade."

Coletores de energia do ar

Cientista brasileiro descobre como coletar energia do ar
Painéis para capturar a energia higroelétrica poderão ser colocados no topo dos prédios para drenar a energia do ar e impedir o acúmulo das cargas elétricas que são liberadas na forma de raios. [Imagem: Martin Fischer]

No futuro, segundo Galembeck, poderá ser possível desenvolver coletores - similares às células solares que coletam a luz solar para produzir eletricidade - para capturar a higroeletricidade e permitir seu uso em residências e empresas.

Assim como as células solares funcionam melhor nas regiões mais ensolaradas do mundo, os painéis higroelétricos vão funcionar de forma mais eficiente em áreas com alta umidade, uma característica das regiões tropicais, Brasil incluído.

Alta umidade significa altos níveis de vapor de água no ar - um vapor que se torna visível ao se condensar e embaçar os vidros do carro, por exemplo, e cuja baixa intensidade incomoda tanto nos dias secos de inverno.

Galembeck afirmou em sua apresentação que uma abordagem semelhante poderia ajudar a prevenir a formação de raios. Ele vislumbra a colocação de painéis higroelétricos no topo de prédios em regiões onde ocorrem muitas tempestades. Os painéis drenariam a energia do ar, impedindo o acúmulo das cargas elétricas que são liberadas na forma de raios.

Seu grupo de pesquisa já está testando metais para identificar aqueles com maior potencial para utilização na captura da eletricidade atmosférica e prevenção dos raios.

"São ideias fascinantes que novos estudos, nossos e de outras equipes de cientistas, poderão tornar realidade," disse Galembeck. "Nós certamente temos um longo caminho a percorrer. Mas os benefícios no longo prazo do aproveitamento da higroeletricidade podem ser substanciais."

Fenômenos eletrostáticos

Durante o século 19, houve vários relatos experimentais associando a interface ar-água e os fenômenos eletrostáticos da chamada "eletricidade do vapor". O famoso Lord Kelvin idealizou um equipamento, que ele chamou de condensador de gotas de água, para reproduzir experimentalmente o fenômeno.

Contudo, até hoje ninguém havia conseguido descrever os mecanismos do acúmulo e da dissipação das cargas elétricas na interface ar-água.

Isso pode dar a dimensão dos resultados agora obtidos pelos cientistas brasileiros.

O trabalho do professor Fernando Galembeck e sua equipe demonstra que a adsorção do vapor de água sobre superfícies de materiais isolantes (dielétricos) ou de de metais isolados - devidamente protegidas dentro de um ambiente blindado e aterrado - leva à acumulação de cargas elétricas sobre o sólido, em um intensidade que depende da umidade relativa do ar, da natureza da superfície usada e do tempo de exposição.

A pesquisa verificou ainda um aumento acentuado nas cargas elétricas acumuladas quando são usados substratos líquidos ou isolantes sólidos, sob a ação de campos externos, quando a umidade relativa do ar se aproxima de 100%.

Bibliografia:

Charge Partitioning at Gas?Solid Interfaces: Humidity Causes Electricity Buildup on Metals
Telma R. D. Ducati, Luís H. Simões, Fernando Galembeck
Langmuir
August 12, 2010
Vol.: Article ASAP
DOI: 10.1021/la102494k
MATÉRIA COLETADA NO SITE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA, NO LINK: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=coletar-energia-ar-umidade-higroeletricidade (POSTADA LÁ NO INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM 25/08/2010).

Chico Science & Nação Zumbi | Sangue do Bairro

VÍDEO DO YOUTUBE, NO LINK: http://www.youtube.com/watch?v=R_PRHFkLXAY

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

UM POEMA GÓTICO FEITO POR MIM E PELO MEU AMIGO CLÉCIO DOMINGOS.


© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.


A agonia de um duelo de sentimentos.

Autores: Clécio Domingos e Jarlilson Ricardo.

Duelo à meia noite
Com suas espadas cortantes
Luzindo entre si
Que brilham a noite escura
Com seu fervor espiritual.

Com apenas um toque
Do seu olhar me ilumina
Em que o sofrimento da angústia desapareça
E as flores do pântano
Ao amanhecer desabrochem
Dizendo o final do leito.

A aura da pobre alma
Vermelha com os pecados capitais
Lambe os pecados carnais
Que como aquela árvore retorcida
O sofrimento aguentou.

O símbolo sagrado
Que prende a escuridão
É a única esperança
Que devora esse duelo
Deixando um só sentimento.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

ATORMENTADOR FENÔMENO MACABRO E REAL: O MISTERIOSO FENÔMENO DA COMBUSTÃO ESPONTÂNEA HUMANA

Um dos muitos mistérios pavorosos do primeiro livro da saga (U1) UNIVERSO 1, é o estado em que foi encontrado um enigmático cadáver (FICTÍCIO, SÓ NA HISTÓRIA DO LIVRO) na praia da PEDRA DO ANEL, NA ILHA DE ITAMARACÁ, PERNAMBUCO, EM 1958. Este mistério é desvendado já antes mesmo da metade do livro. Claro que, como sendo um livro de ficção científica/terror e altamente pavoroso e sombrio, eu, o autor, bolei muitas coisas fantasiosas a respeito de um assunto que na vida real, realmente existe e intriga muitos estudiosos: O FENÔMENO DA COMBUSTÃO ESPONTÂNEA HUMANA. SEGUE ABAIXO, UM INTERESSANTE VÍDEO SOBRE O ASSUNTO (DUBLADO EM PORTUGUÊS):


video
VÍDEO DO YOUTUBE, NO LINK: http://www.youtube.com/watch?v=nzhKB4kvet0





quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Goldfinger - Here in Your Bedroom


VÍDEO DO YOUTUBE, NO LINK: http://www.youtube.com/watch?v=L2ziJW-NHHs

BIOLUMINESCÊNCIA (A LUZ DOS SERES VIVOS)

ESCRITO EM 14/09/2011, POR JARLILSON RICARDO (BIOJARLA), BIÓLOGO FORMADO PELA UFRPE.

FOTO COLETADA DA INTERNET E DIVULGADA EM VÁRIOS SITES E BLOGS MUNDIAIS.

Você já ouviu falar em luciferina e luciferase? Olha... Não são as amantes do capeta, rss.
Sério agora. Luciferina (pigmento) é um substrato da enzima luciferase (as enzimas aceleram (catalizam) as reações químicas). A luciferina é responsável pela emissão de luz em alguns seres vivos (bioluminescência). Se alguém se interessar em um nível um pouco mais profundo a respeito da luciferina e da luciferase (tipos de luciferina, reações em mais detalhes, etc.), recomento este link aqui (da maravilhosa Wikipédia): http://pt.wikipedia.org/wiki/Luciferina e mais aprofundado ainda, recomendo que façam um Curso de Biologia, rs.
São fascinantes as formas de seres vivos que apresentam bioluminescência. Estes seres vivos que apresentam bioluminescência, estão nos mais variados ambientes do planeta Terra. Podem ser encontrados na terra (um exemplo: vagalume (terra e ar)), na água (um exemplo: alguns peixes de águas profundas), e no ar (dois exemplos: vagalumes, pirilampos). Existem outros variados exemplos. Quando observadas, a beleza dessas espécies que produzem bioluminescência é imensa.
Aqui em Recife, hoje em dia, no bairro onde eu moro, é difícil encontrarmos vagalumes. Lembro-me quando eu era criança, e no mesmo bairro onde resido até hoje, onde os vagalumes faziam para as crianças, a festa da beleza na noite recifense do meu bairro (existiam muito menos construções). E eu sempre fui fascinado pela beleza das luzes da bioluminescência desses pequenos animais. Hoje em dia, uma coisa é triste para mim, quando raramente eu encontro um vagalume (como aconteceu na semana passada e maravilhosamente, dentro do meu quarto), melhor dizendo, hoje, infelizmente, quando eu observo a beleza da bioluminescência desses maravilhosos pequenos seres vivos, paralelamente, chega também na minha mente, a obvia conclusão que um dos mais complicados seres vivos, o ser humano, e sua gananciosa colonização expansiva dos variados ambientes do planeta Terra, está reduzindo (seja de forma direta ou indireta) o espaço e até mesmo a vida desses seres belíssimos (e os outros também). Até mesmo a curiosidade e porque não também, a ganância humana, já estão até "tentando" "dizer" as profundezas oceânicas (como exemplo, cito o caso do lago Vostok) e toda a sua biota e geologia, que o planeta Terra já está pequeno para os seres humanos e eles estão delimitando novos territórios onde, na melhor das minhas palavras, já tem verdadeiros donos, os seres vivos originais e que merecem ter o seu espaço intocado (esta é a minha opinião, pois, o ser humano está deficiente é em outros aspectos importantíssimos para a sua própria sobrevivência, e não em conquistar novos ambientes, territórios, com a conversa mole de que estão achando novas fontes potenciais de importantes descobertas médicas, alimentares, etc, e sempre invadindo os espaços e os seres vivos destas regiões, sem parar e discaradamente (as vezes até para benefícios particulares de poucas pessoas (sejam físicas ou jurídicas)). Eu acho que, no momento, para o homem, é necessário reparar o maior dos erros da humanidade moderna: a deficiência no fluxo de apoio para a própria população humana (alimentação, saúde, moradias bem distribuídas, saneamento, redução de fatores que geram violência, etc.); uma sociedade mais "humana-racional", e não, sair por aí, "desrespeitando" novos ambientes (vamos logo, logo para Marte gente!; vamos ter uma futura base lunar também!). Hum... Isto é ganância e curiosidade humana, simplesmente; não precisamos de explorar novos ambientes para acabar com a fome; não precisamos (posso colocar a palavra "ainda") "urgentemente e desesperadamente" invadir profundidades abissais em busca da evolução tecnológica (quem sabe num futuro, e tudo de maneira harmônica e racional; mas, não no momento), esta é a minha opinião. O ser humano (a sociedade mundial) precisa seriamente é de rever os pilares básicos de seus próprios valores, e assimilar de maneira eficaz, e por em prática, o mais rápido possível (antes que seja tarde demais), os verdadeiros e profundos sentidos destes valores humanos, porque, hoje em dia, ESTÁ TUDO ERRADO! DEIXEM O PLANETA TERRA VIVER E EVOLUIR CADA VEZ MAIS E EM PAZ!


video
            CEFALÓPODE BIOLUMINESCENTE






quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Uma das melhores ilusões de óptica que você já viu

Uma excelente ilusão de óptica criada por Edward H. Adelson. Os quadrados marcados com “A” e “B” tem a mesma cor. Não acredita? Continue lendo…

Ilusão de óptica tabuleiro

Com o auxílo de duas listras verticais com o mesmo tom de cinza, fica claro que os dois quadrados têm a mesma cor.

Ilusão de óptica tabuleiro - prova

Sendo o professor Edward H. Adelson, do MIT, essa ilusão funciona a partir de diversos truques. Um deles reside na forma em que nós distingüimos o contraste: um quadrado que é mais claro está ao lado de quadrados escuros, então ele deve ser mais claro que a média e vice-versa.


(ATENÇÃO) MATÉRIA COLETADA DO LINK: http://blog.rachacuca.com.br/2007/02/uma-das-melhores-ilusoes-de-optica-que-voce-ja-viu/


Incubus - Megalomaniac


VÍDEO DO YOUTUBE, NO LINK: http://www.youtube.com/watch?v=MuZhnNR6vzc




sexta-feira, 2 de setembro de 2011

A HISTÓRIA DE EHRICH WEISS; NO MELHOR DOS ESCLARECIMENTOS... DO GRANDE ILUSIONISTA HOUDINI.




(ACIMA) FOTOS DA INTERNET E DIVULGADAS EM VÁRIOS SITES E BLOGS.


Houdini: O mais famoso mágico de todos os tempos
Seu verdadeiro nome era Ehrich Weiss. O artista conhecido mundialmente como Harry Houdini nasceu em 24 de março de 1874, em Budapeste. Embora sempre dissesse ter nascido em Appleton, Wisconsin, nos Estados Unidos, ele chegou àquele país com 4 anos de idade. Até hoje o povo daquela pequena cidade americana reclama a nacionalidade de Houdini por motivos turísticos.
Primeiros Anos
O pai de Houdini foi um rabino de nome Mayer Samuel Weiss. O nome de sua mãe era Cecilia Steiner Weiss. De família pobre, as crianças começaram a trabalhar bem cedo. Com 8 anos de idade, o jovem Ehrich Weiss (Erik Weisz) vendia jornais e trabalhava como engraxate. Aos 12, ele deixava o lar para conhecer o mundo numa tentativa de ajudar a sustentar a família.
Houdini em Nova Iorque
Viajou pelo país durante um ano, enviando dinheiro para a família quando podia. Finalmente encontrou seu pai na cidade de Nova Iorque. Seu pai morreria 5 anos depois, em 5 de outubro de 1892. A mudança para aquela cidade mudou também sua vida e lá ele iniciou no mundo da mágica. Trabalhou como mensageiro e em uma fábrica de gravatas. Era do tipo atlético e ganhou prêmios em natação e corrida. O talento lhe seria útil em seu futuro como escapista.
Como Houdini ganhou seu nome
Ele começou a se apresentar como mágico adolescente, chamando-se Eric O Grande. Lia muito e dois livros mudaram sua vida: "Revelações de Um Médium Espírita", de A. Medium, que revelava truques usados em aparições fantasmagóricas, e "As Memórias de Robert-Houdin", a autobiografia de um dos mais famosos mágicos daquela época. Este último tanto o influenciou, que o jovem Ehrich mudou seu nome para Houdini, esperando ser de alguma forma como seu novo mentor.
Primeiras apresentações
Seus primeiros shows consistiam de truques com cartas e outras mágicas simples. Houdini logo se intitularia "O Rei das Cartas". Ele começou a praticar com algemas e a usá-las em suas apresentações. Apresentava-se com um amigo que também trabalhava na fábrica de gravatas. Eles se intitulavam "Os Irmãos Houdini". Logo o irmão mais novo de Houdini, Theo, tomaria o lugar de seu amigo e ambos continuariam tentando o sucesso com o nome de "Os Irmãos Houdini".
Um grande amor
Em 1894, Houdini encontra Wilhelmina Beatrice Rahner, que cantava e dançava em um grupo da cidade de Coney Island. Duas semanas foram suficientes para se conhecerem e se casarem. Ela trabalhou com Houdini cantando e dançando, além de participar da ilusão "A Metamorfose", inventada por Houdini. Como ela tomou o lugar de Theo, a dupla passou a chamar-se "The Houdini's". Eles viajaram o país e o mundo, por 33 anos.
Houdini torna-se um escapista
Houdini oferecia recompensa a qualquer um que conseguisse prendê-lo, primeiramente com algemas e depois com outros objetos como: correntes de aço, camisas de força, jaulas, prisões, uma sacola dos Correios, um grande saco de papel (sem rasgar o papel), caixões, latões de leite, caldeiras, e a famosa Célula de Tortura na Água.Na maioria dos efeitos, após um inspeção posterior, não havia sinais de como ele havia escapado, o que aumentava o mistério. Algumas escapadas eram feitas na frente da platéia, como a Camisa de Força ou ser amarrado por 30 metros de corda. Para aumentar a bilheteria, Houdini aceitava desafios, com a polícia e jornalistas presentes, assegurando uma manchete.
Houdini é descoberto
Um empresário chamado Martin Beck, assistiu a uma apresentação de Houdini em 1899 e ficou impressionado com sua personalidade dinâmica e classificou-o como "escapista", uma nova forma de entretenimento inventada por Houdini. Logo o nome de Houdini estaria brilhando em muitos teatros por todo o país e ele se tornaria um astro internacional.Com 26 anos, ele era conhecido como "O Rei das Algemas". Em 1900 decidiu ir para a Europa, a conselho de um amigo, o maior mágico de moedas de todos os tempos, T. Nelson Downs. Houdini foi um sucesso em Londres e viajou a Europa por 5 anos.
A fama de Houdini cresce
Houdini retornou aos Estados Unidos por diversas vezes, determinado a se tornar um astro ainda maior no país que ele amava. Em uma de suas viagens comprou um prédio na cidade de Nova Iorque, na Rua 113, que foi sua residência pelo resto de sua vida.Com o aumento de escapistas imitadores, Houdini inventou novas e mais difíceis e perigosas maneiras de escapar. Ele foi o primeiro a escapar da camisa de força. Em 1908 lançou o sensacional efeito de escapar de um latão de leite.Ele era um piloto, fato pouco sabido, e foi a primeira pessoa a pilotar um avião na Austrália em 1910. Dizem que ele foi um dos 17 primeiros pilotos recordistas da época. Em 1913 ele apresentou sua legendária Célula de Tortura Chinesa na Água. No mesmo ano sua mãe morreu, o que foi um grande choque para Houdini. Ele estava na Europa e não sabia da doença dela. Ele foi também o primeiro a apresentar uma das maiores ilusões da época, o desaparecimento de um elefante. Foi em 1918 no Hipódromo da cidade de Nova Iorque. Houdini era muito criativo e inventou muitos efeitos mágicos.Para as escapadas debaixo d’água, Houdini praticava e estudava durante muito tempo. Seu preparo físico era excelente. Ele chegava a ficar 4 minutos debaixo d’água.
A carrreira cinematográfica de Houdini
Em 1916 Houdini começou sua carreira cinematográfia. Assim o mundo todo poderia conhecer o grande artista. Ele fez 5 grandes filmes mudos até 1923. E foi o único mágico da história a estrelar cinco filmes. Seu nome recebeu uma das primeiras estrelas na Calçada da Fama em Hollywood. Ele mesmo escreveu e dirigiu muitos de seus filmes.
Houdini perseguia charlatães
Durante sua carreira, Houdini desmascarou fraudes em jogos, espiritualismo e parapsicologia. Ele nunca acreditou em espíritos, mas fingia acreditar para poder entrar nos lugares que desejava. Houdini escreveu muitos livros e artigos. "A Forma Certa de Fazer Errado", expondo fraudes e jogatinas; "Um Mágico Entre os Espíritos", expondo fraudes psiquicas; e "Desmascarando Robert-Houdin" que foi o maior livro da história da Mágica na época.
Morre Houdini
Em 22 de outubro de 1926 Houdini estava apresentando-se em um teatro de Montreal, onde deu uma palestra na Universidade McGill expondo fraudes. No camarim, um jovem atleta perguntou-lhe se ele realmente poderia aguentar socos no estomago como ele ouvira falar. Antes de Houdini poder preparar os músculos da barriga para o feito, o atleta começou a desferir uma série de socos no estomago do lendário mágico. Houdini não sabia, mas seu apêndice havia se rompido. Houdini fez mais algumas apresentações em Montreal e partiu para Detroit. Uma única apresentação lá e teve de ser levado às pressas ao hospital. Ele não morreu durante falha em alguma apresentação como muitos acreditam. O grande "Caçador de Fantasmas" morreu em 31 de outubro de 1926, de uma inflamação do peritôneo, um tipo de gangrena interna.Houdini amava toda a comunicade mágica e promoveu a Mágica e a Sociedade de Mágicos Americanos por todo o mundo. Ele também deixou muito dinheiro para aquela sociedade em seu testamento. Nenhum outro mágico trabalhou tanto para promover sua arte e seus colegas. Ele hoje é o mais conhecido nome na Mágica, no Teatro e na história do Cinema. Seu nome é sinônimo da habilidade de escapar de qualquer prisão ou situação difícil. Ele sempre afirmou usar apenas meios naturais para seus feitos e que não tinha poderes sobrenaturais de qualquer espécie. Houdini ganhou um lugar não só na história mas também no dicionário.

Texto extraído do site na Internet do Famoso Museu de Houdini

Texto Traduzido por Markam


Matéria coletada no link: http://www.bemagic.kit.net/houdini.htm